Nem sempre foi assim…
























Nem sempre foi assim
quando tudo entre nós ficava branco
tu passavas o tempo nas minhas mãos


a contar os barcos que saíam para o mar
e gostavas de imaginar outros horizontes
a vida está sempre a mudar, dizias-me,
e eu sabia que nada mais te poderia dar
além do quarto alugado onde dormíamos.



Alexandre de Castro
Etiquetas: , , | edit post
Reacções: 
1 Response
  1. Amélia Says:

    Pode indicar-me a nacionalidade deste poeta? É que tenho por hábito «guardar» em pastas separadas os poetas - por países (no caso poetas em português/brasileiros/lusófonos-PALOP/portugueses e pastas diferenciadas por poetas dentro destas)?Já uma vez lhe sugeri que colocasse no seu excelente blogue a nacionalidade dos poetas que vai dando a conhecer...Obrigada