Era fácil





















Era fácil sair de mim
e colher o prazer.

Mas conto os dias,
as horas,
os segundos
nem sei para quê.

Acredito, não sei porquê,
que esta angústia,
esta dor,
esta ferida,
se esvai,
se adoça,
se cura.

Que este sentir não dura.

Mas os dias passam,
a angústia aperta,
a dor cresce,
a ferida afunda
e tudo à minha volta
sucumbe cinzento,
sem um alento,
no meu desvario
que me preenche,
me inunda.



Helena Guimarães
Etiquetas: , , | edit post
Reacções: