Sem comentários












Chão da Lagoa: Dirigível ia sobrevoar festa do PSD
Zepelim do PND abatido a tiro




Três tiros de caçadeira disparados por desconhecidos "entrincheirados numas árvores" deitaram ontem por terra a intenção do PND-Madeira de sobrevoar com um Zepelim a festa do Chão da Lagoa, organizada pelos sociais-democratas madeirenses, que reúne milhares de pessoas todos os anos.

Os autores dos disparos não estão identificados, mas já foi apresentada queixa contra desconhecidos, segundo o PND.

O dirigível, comprado em Belgrado pelo PND, no qual se podia ler "O PND voa mais alto" e "olho na ladroagem", estava estacionado no parque ecológico do Funchal, na zona oposta ao Chão da Lagoa.

"O clima já era hostil ontem à noite [sábado, dia 25]", relata ao CM José Manuel Coelho, deputado polémico do PND na Assembleia Legislativa Regional, aludindo ao facto de o dirigível estar estacionado no local na véspera da festa. A Polícia Judiciária foi chamada para averiguar o incidente.

"O dirigível está murcho, no chão e, entre chatear Alberto João Jardim e a eventualidade de ferir alguém, optámos por não continuar com a iniciativa", afirmou Gil Canha, dirigente do PND.

"Quando estávamos a calibrar o dirigível para ir directo ao Chão da Lagoa, foram disparados três tiros que atingiram e furaram o equipamento, assustando algumas pessoas que estavam a acampar no local", descreveu Gil Canha, considerando que o PND não poderia continuar a iniciativa em nome da segurança dos participantes da festa.

O Zepelim, autocomandado, estava devidamente autorizado pelo Instituto Nacional de Navegação Aérea, tem sete metros e três motores, cada um com um quilo e potência de cinco mil amperes.

"Era uma brincadeira inocente", concluiu José Manuel Coelho, com mágoa por não ter realizado o voo na festa social-democrata.


Etiquetas: , , , | edit post
Reacções: