Poema de Alforria

























Eu deixarei
que o dia amanheça o teu sorriso
por entre os espaços marfíneos
das tuas colinas desalinhadas.

Eu deixarei
que o sol penetre os poros adormecidos
das fronteiras escondidas
nas lezírias do teu sentir.

Eu deixarei
que o vento arraste areais desérticas
e sobre ti as faça cair
como nuvens de pérolas,
que brilharão nos olhos da criança
que continuarás a ser
Eu deixarei



Anny Pereira
Etiquetas: , , | edit post
Reacções: