Fala baixo coração




















Ela vinha toda mar
deixava em minha praia
seus vestidos seus perfumes
as algas dos seus pés.

Foi quando a criança
que mora em mim
ainda saía a passear
pelas ruas então estradas
todas cheias de brinquedos
das minhas vãs certezas.

Hoje tudo aquilo já passou
dizem até que ela morreu
vejam só tanta volta
o mundo deu
Agora o amor
só de velhas fantasias
se traja.

Dessas coisas pequenas
que mais parecem contos de fadas
fala baixo coração
Não vá forte tua voz
acordar
o que há muito adormeceu.



Rui Augusto
Etiquetas: , , | edit post
Reacções: