Muamba
























A minha Lira mulata
tem acordes tão amantes,
que eu julgo serem de prata
as suas cordas vibrantes.



Porque fiz d’Ela mulher,
tem lábios cor de «pitanga»,
da «pitanga» de comer,
com adornos de missanga.



E os seus braços tão nervosos
são dois ramos de palmeira,
que me abraçam, duvidosos,
e me prendem de maneira,



que eu não sei qual é melhor,
se os seus beijos de «muamba»,
se o «jindungo» deste amor...
- Amor mulato... pitanga!




Tomaz Vieira da Cruz
Etiquetas: , , | edit post
Reacções: 
1 Response
  1. ELCAlmeida Says:

    Obrigado pela muamba adoçada pelo agridoce da rubra pitanga.
    Abraços
    Eugénio Almeida