Pátria...





Pátria tenho só uma

O lugar de morte

A nenhuma cidadania pertenço

Conheço três lugares de exílio

O amor

A loucura

A memória



Memória percorrida

Loucura visitada

E quantos amores



Vou para norte

Sempre para morte

— minha pátria –



caminho

sozinho

caminho

urino

passo a passo

incerto

o caminho

não despeço

peço lume

charro aceso

prossigo

caminho sempre

até que a idade

me empreste o medo


Celso Manguana
Etiquetas: , , | edit post
Reacções: