Irrecusável percurso



















Longe e indistintas já, no areal
as pegadas iniciam o percurso:
impetuosas e fundas apontam ao mar,
inaudível ainda e sem prenúncio de iodo.

Fundas e rudes, as pegadas cantavam
um rosto radioso e um corpo ainda nu
de quem mantinha os olhos desatentos
às dunas, aos barcos e aos pássaros
e nem imaginava possível o mar.

Agora, o salitre amolda as marcas,
frágeis de pés vagarosos e relutantes
e um fio de neblina turva o olhar
de quem vê e acaricia barcos e pássaros
e sabe o mar em frente e à espera.

De nada serve rodar a cabeça
ou recusar-se ao percurso já alto:
ali, na fímbria das ondas, o mar
é destino e espera, paciente e implacável.



Fernando Couto
Etiquetas: , , | edit post
Reacções: 
1 Response
  1. ELCAlmeida Says:

    Excelente - diria mesmo magnífico - logótipo. O blogue está... não sei! eu é que estou sem palavras.
    Um grande kandando
    Eugénio Almeida