Se da poesia nascessem...















Se da poesia nascessem
Rios caudalosos
E colinas verdes
Se fosse ao menos a poesia
Uma madrugada
Na minha terra enublada
Ou mandiocais
Ou letras no cais
Do meu sonho
Ou letras no colóquio
Das sombras que me habitam...


Se poesia ontem cantei
Hoje das minhas mãos nascem pedras
Das minhas mãos trémulas nascem pétalas
E não há rios caudalosos
Nem florestas frondosas
Apenas poesia que desconheço
No cristal húmido dos dias...


Apenas poesia que desconheço
Sem mandiocais
Ou letras no cais
Do meu sonho e cansaço...



Cristóvão Luís Neto
Etiquetas: , , | edit post
Reacções: