A língua é o exílio do que sonhas

















Pôr do Sol na Ilha de Moçambique, foto de Guido Aldi






O imaginário
tem o rosto feminino,
do mar
a ilha é a sua voz
que explode.
Tu és o irreal
que paira sobre os outros
as coisas.
A força da ausência
O que sonhamos e
nos foge entre
dedos: a areia.
Tu és a réplica
do oculto
a ilha a beleza
cruel o pleno
nas dores do vazio.



Virgílio de Lemos
(Ilha de Moçambique, 1952)
Etiquetas: , , | edit post
Reacções: 
1 Response
  1. Querido amigo Cacusso,
    Hoje vim para dizer-te que, aléem do Eu Sei Que Vou Te Amar, também os meus blogs Sweet Home e Eternal Journey, recomeçaram com "força" total, com atualizaçoes semanais (os tres), cada um a seu estilo... Espero poder ve-lo sempre por lá, afinal os amigos sao a causa principal da existencia destes espaços tao queridos...
    Muitos beijos, flores e sorrisos para ti!