O novo canto da mãe

















Foto de Pedro Norton de Matos em Caminhadas e Descoberta em STP





Mãe
Nós somos os teus filhos
Que sem vergonha
Quebraram as fronteiras do silêncio.
Os filhos sem manhãs
Que rasgaram as noites que cobriam
As carnes das tuas carnes.

Nós somos, Mãezinha,
Os teus filhos,
Os pés descalços,
Esfomeados,
Os meninos das roças,
Do cais,
Os capitães d’areia,
Os meninos negros à margem da vida
Que despedaçaram o destino do teu ventre,
Que endireitaram os instantes
Que marcaram socalcos na terra firme,
Na profundidade das trevas da tua vida.

Nós somos, Mãezinha, os teus filhos,
Sexos que germinaram vida,
Forças que desfloraram a virgindade dos dogmas
Fecundaram minérios de esperança,
Olhos, dinamite de amor,
Mãos que esfacelaram a espessura dos obós.




Tomás Medeiros
Etiquetas: , , | edit post
Reacções: 
2 Responses
  1. Obrigada pelo respeitares sempre aos direitos de autor. Esta é uma "boa prática" que revela cuidado e preocupação e principalmente respeito pelo trabalho dos outros.
    Sou testemunha que aqui no Kitanda este princípio sempre foi respeitado. Em nome do Grupo Caminhadas e Descoberta em São Tomé e Príncipe, o meus agradecimentos. Um abraço


  2. mfc Says:

    E ainda há quem não perceba que a espécie humana é... só uma!