Batam palmas


















Batam palmas
Sou indigente vagabundo
Quero brindar-vos com verdades d'alma
Expulsar as serpentes que me atormentam


Reunir-me com os dementes
Pulular nas lixeiras da mente
Declamar poemas
Com palavras minhas


Ainda que ridicularizadas
Não quero que as abortem
São minhas e as defendo
Confesso


Batam palmas!
Batam palmas por favor

Vou declamar
Apalpar-vos a alma
Ver-vos no meu microfilme
A exorcizar a vossa poesia
Que sairá aos soluços


Batam palmas!
Batam palmas ...palmas


Preciso e quero arrotar
Toda a poesia vadia
Impregnada de todo o meu eu


Batam palmas! Batam palmas! Batam



Chô du Gury
Etiquetas: , , | edit post
Reacções: