Segredo


















O homem planta pontes no além,
explica ocasos que nunca se vêem,
erige templos onde furta outrem,
se perde atônito nesse vaivém.

Maquia a própria ilusão, persegue
algo que ele não sabe bem ao certo
se está no ar, no mar ou no deserto,
se existe, enfim, mas não há quem o negue!

Depois se espanta quando sob o nada
nada descobre, chora, se entristece
com o vazio do conto de fada.

É quando entende que o ser carece
de ser feliz, de ter a alma caiada,
de estar nascendo enquanto perece.



Maurício Rosa de Almeida
Etiquetas: , , | edit post
Reacções: