Santomensidão



















Foto de António Ferreira de Sousa em Caminhadas e Descoberta em STP


O poema está no ritmo
do nosso sangue cruzado. Na idade
da nossa santomensidão

cheiros de terra quente
palmares de avó Sipinge
distância em distância entre
o leste e o oeste
o norte e o sul

o poema
é a única rota que deixa sulcos no cais
imensurável dos nossos atropelos



Olinda Beja
in "Água Crioula"
Etiquetas: , , | edit post
Reacções: