Aí, o Mar...




















As palavras que desenhei na areia
O mar as levou em lembrança
Os meus segredos de criança
O mar os contou à sereia.As conchas do mar também ficaram
Com os meus segredos do anoitecer
Tudo o que os meus avós me sussurraram
Ainda estava por tecer.Os estilhaços da minha infância
Ficaram emulsionados na força da água
Os versos feitos em minhas mágoas
Também ficaram em turbulência.O mar levou o meu amor
A filha do gra-marinheiro
Pois ela partiu primeiro
Sem escutar o meu clamor.



Hélder Muteia
Etiquetas: , , | edit post
Reacções: 
1 Response
  1. IO Says:

    Gostei muito - um beijo, IO.