No temporal da revolução

No temporal da revolução
os baús de enxovais
preciosos
das raparigas casadoiras
naufragaram.
Ainda hoje me consolo
com as leituras de Marx.

E, no entanto,
perdi meu enxoval.



MARIA ALEXANDRE DÁSKALOS
(Do tempo suspenso, 1998)
Etiquetas: , , | edit post
Reacções: